sexta-feira, 25 de março de 2011

Esculturas gigantescas!!


Cuiabá tem muitos artistas talentosos que fazem esculturas gigantescas .

Tem algumas espalhadas em meio a praças, ruas, avenidas, muito pouco se sabe da procedência das esculturas, e monumentos em bronze espalhadas pela cidade.
Muitas se encontram sem placa, alvo de vândalos; outras desgastadas pelo tempo faltando uma ou outra peça. Para quem anda pelas ruas na correria do dia-a-dia, deixa passar batido, aqueles rostos sisudos, personagens da história que viveram há mais de um século e que hoje servem de ponto de referência para marcar o lugar, que  
chamam a atenção pela beleza e tamanho, homenagem a figura do bandeirante, garimpeiro, e do índio.

Outra estátua que se destaca em meio ao barulho dos carros e ônibus é a peça em ferro da lendária Maria Taquara. A estátua foi feita pelo artista plástico, já falecido, Aroldo Tenuta. A peça está situada na parte baixa da Ladeira Bom Despacho, na praça que leva o seu nome. A estátua mede 4,20m de altura e pesa 450 quilos.
Divulgação

Maria Taquara foi a primeira mulher a abolir as saias. Ela viu na calça comprida a sua marca registrada. Naqueles tempos, a calça comprida só era utilizada pelos homens. Era peça exclusiva do vestuário masculino. No entanto, Maria não pensou duas vezes em usar a peça durante suas andanças pelas ruas de Cuiabá. Dizem alguns historiadores que ela causou escândalo à sociedade por seus hábitos. Não era proposital. Foi a necessidade que a levou a usar roupas mais resistentes para a labuta nos córregos e rios da capital. Maria era lavadeira.

"Maria Taquara, Maria meu bem."

Tinhosa, sisuda, esperta, suja, maltrapilho, negra, horrenda e desembaraçada. Qualificativos ou não, estes são alguns dos adjetivos que a história cuiabana tratou de injetar em Maria Taquara. Foi o biótipo, alta e magra, que lhe rendeu o apelido de Taquara. E a história ainda reservou outros capítulos para a personagem lendária. Taquara morava em uma cabana localizada no bairro Goiabeiras. Ela residia mais precisamente nos fundos do 44° Batalhão do Exército. Nesse período, as más línguas contam que Maria Taquara não rejeitava o carinho dos aspirantes ao Exército. Desta constatação, ela ficou assim denominada: "de dia Maria Taquara e, de noite, Maria meu bem". 

Além desta uma das mais famosas, e que também que causou polêmica na época em que foi instalada, é a escultura “A Justiça”, uma mulher vendada fixada diante do Fórum Cível de Cuiabá, na avenida do CPA. Inaugurada em 1997, pelo fato de não ter recebido o combinado quanto ao valor da escultura, Corrêa jogou tinta preta na obra, em protesto pelo descompromisso e descaso. Jonas Corrêa tem obras espalhadas por toda a cidade e na chapada dos Guimarães. 

NO shopping Três Américas tem esta de dragão, fica localizada na praça de alimentação,
 um dragão gigante e um pescador na canoa tentando matá-lo.
Esta obra não sei de quem é, passeando no shopping resolvi fotografar.

Aqui a agua onde está a escultura é cheia de peixes.

o dragão
  
o pescador
Fico maravilhada por tamanha beleza e talento destes artistas!

bEijos, boa noite! 

Nenhum comentário: