quinta-feira, 3 de maio de 2012

Metabolismo x genética

Boa tarde de quinta feira!
Hoje vou falar de um assunto que todos tem interesse: Obesidade ou fora de
forma, como queiram falar! Obesidade acho uma palavra muito forte.





Mais uma vez o assunto metabolismo x genética é abordado no livro: Ultra-metabolismo de Mark Hyman M.D
Ou seja, nutrigenômica, uma nova ciência que revela como os alimentos "conversam" com os genes, enviando mensagens de saúde ou doença, de ganho ou perda de peso. E o mais importante: aprenderá a usar esse conhecimento para reprogramar seu organismo e conquistar o metabolismo ideal? O Ultrametabolismo, que é o grande propulsor do emagrecimento e da saúde duradoura.

O Ultra-metabolismo baseia-se em sete princípios que envolvem a genética, os hábitos alimentares, a qualidade dos alimentos, as características do meio ambiente, o nível de estresse e a atividade física. Todos eles influenciam o modo como o metabolismo processa a comida, queima calorias e regula o peso. Você conhecerá maneiras práticas de implementar mudanças em cada uma dessas áreas para melhorar a saúde e emagrecer.


Alguns Mitos:
Comer menos e exercitar = emagrecer
Comer gordura engorda
Cortar carboidrato emagrece

Por quê?
Pq qdo comemos menos que o nosso organismo necessita ele ativará o sistema de alarme que o protege da fome e fará com que o metabolismo fique lento. Com isso você acabara engordando mais em longo prazo.
Você já deve ter ouvido: eu quase não como e não emagreço! por isso, qto menos você comer, mais o organismo vai estocar!


Algumas dicas:
Coisas que se ouve falar sempre, mas que na verdade no dia-a-dia acabamos cometendo os excessos.

Vou listar alimentos bons e “ruins”

Gorduras todo mundo acha que é maléfica, mas existe também a gordura benéfica, vamos ver.
Ômega 3: não é só no peixe, você pode encontrar na semente de linhaça, nozes e semente de abóbora. E se você tiver coragem como meu sobrinho, toma Emulsão Scott! 

Estas gorduras saudáveis ativam a queima de gordura e melhoram a sensibilidade da insulina.

Gordura monoinsaturada: considerada a mais saudável!
Azeite de oliva, avelã, amêndoa, castanha caju, semente de gergelim, castanha caju, castanha Pará, abacate, semente abobora (pq a gente joga semente fora? É só tostar forno)

Gorduras saturadas: usar em pequenas porções
Coco, óleo de coco, azeite de dendê.

Gorduras polinsaturadas, pequenas quantidades
 Ômega 6, óleo gergelim, óleo açafrão, óleo semente uva.


Gorduras prejudiciais
Óleo vegetal polinsaturados e refinado:
Milho , girassol e soja

*O colesterol no organismo é produzido a partir de gorduras saturadas, açúcar ou carboidratos refinados.

Gorduras saturadas mais comuns:
Carnes de frango, boi, porco, carneiro e laticínios. Os ovos contém menos colesterol que as carnes e é uma boa fonte de proteína.

Gorduras altamente prejudiciais:
Gorduras trans são obtidas por meio de hidrogenação, processo químico onde o hidrogênio é adicionado ao óleo para transformar numa gordura mais solida.
Hidrogenadas e trans – margarina, biscoito, bolacha, doces, alimentos fritos ou assados, alimentos processados, molhos prontos,
Estes produtos engordam, aumentam celulite, causam diabetes, doenças cardíacas e câncer.
Este tipo de gordura bloqueia a queima de gordura, deixando o metabolismo mais lento.


Carboidratos: fontes de açúcar no nosso organismo. Sempre que ingerimos açúcar o pâncreas produz insulina um hormônio que controla metabolismo. Ou seja, se consumir em excesso, ele vai armazenar p/ uso posterior.

Açúcar escondidos: iogurte, frios, cereais matinais, chiclete, biscoito, gelatina, geleia, pão patê, sorvetes.

Algumas dicas  para a saúde

1. Mastigue bem. Não há um número certo de mastigadas por minuto, mas na hora de engolir o alimento deve estar praticamente líquido, sem que você consiga distinguir o que havia colocado na boca.

2. Evite os líquidos durante as refeições. Se for impossível, limite-se a dois golinhos, porque 100 mililitros já prejudica o sistema digestivo. Fora das refeições, beba pelo menos 3 litros de água por dia.

3. Alimentem-se a cada três horas.

4. Modere o consumo de cafeína e bebidas alcoólicas.

5. Coma diariamente duas porções de folhas, duas de legumes, Quatro frutas com casca, uma concha de leguminosas como feijão, ervilha e grão-de-bico e 1/2 xícara de sementes. “A fermentação desses alimentos serve de combustível para as bactérias boas, que protegem a nossa flora intestinal

6. Inclua no seu cardápio alimentos capazes de nutrir a parede do intestino como: óleos, gérmen de trigo, folhas verde-escuras, leguminosas, frutas, frutos do mar, grãos integrais, batata-doce, salmão, sementes oleaginosas.

7. Use temperos secos ou frescos como alecrim, orégano, gengibre, curry, canela, menta, hortelã. “Todos ajudam a equilibrar a flora intestinal”. O mesmo acontece com algumas sementes como as de abóbora, melão e melancia

8. Consuma probióticos e prebióticos diariamente. Probióticos são bactérias boas, que ajudam a equilibrar a flora. “Os ideais são aqueles que vêm em pó ou cápsula. Os contidos em iogurtes têm poucos tipos de bactérias, são muito sensíveis à mudança de temperatura e, na maioria das vezes, é preparado com açúcar, um alimento para os fungos e as más bactérias”. Já os prebióticos são os alimentos para as bactérias do bem, veja algumas fontes: alho, cebola, alho-porró, alcachofra, aspargo, chicória e banana verde. Os prebióticos também podem ser encontrados comercialmente.

Quando tudo vai bem... O seu intestino não precisa estar necessariamente preso ou solto para você ter um problema na flora intestinal. Se as suas fezes são freqüentemente endurecidas ou moles demais, você altera episódios de prisão de ventre com diarréia ou sofre com gases, o risco de você estar com a flora intestinal desequilibrada é muito grande. “As fezes dizem muito sobre nossa saúde. O ideal é que elas tenham o formato de uma banana marrom”,

Seu intestino tem problemas?
Se você apresenta um desses sintomas com freqüência, sua flora intestinal não está equilibrada. Se for o seu caso, procure um nutricionista funcional

• Vários quadros seguidos de inflamações ou infecções, as famosas “ites”: sinusite, rinite, otite, amidalite, bronquite, cistite e celulite

• Gripe de repetição

• Língua esbranquiçada

• Micose de unha

• Doenças autoimunes, como psoríase e alergias··• Cansaço e irritabilidade

9.Use ervas para otimizar equilíbrio hormonal:
Canela, cha verde e ginseng. Algumas ervas ajudam na oxidação diminuindo celulite e gorduras:
Alecrim, cúrcuma, ginko biloba, cha verde, gengibre e cardomomo

10. Controle stress, o principal hormônio que a gordura cria é o cortisol, ou seja, o principal hormônio do stress e o organismo fica mais lento, aumentando gordura visceral.

*Suplemento que ajuda no stress: óleo de prímula


11. Suplementos que desintoxicam:
Vitamina c, frutas cítricas, cha verde, lactobacilos,

12. Alimentos antioxidantes: tofum leite de soja, feijão de soja.

Agora que listei alimentos bons e algumas dicas, vamos ao Cuidados imprescindíveis para celulite:
 Evitar dieta rica em gordura, principalmente nas refeições noturnas, acarretando grande acúmulo de gordura, evite excessivo uso de sal e como 3 horas antes de dormir.
O sedentarismo por sua ação sobre o sistema vascular e sobre o catabolismo muscular,produz atonia muscular, favorecendo os depósitos gordurosos nas coxas, região interna de joelho e braços.
As vestimentas demasiadamente apertadas produzem uma compressão local com a produção de uma parada circulatória que pode favorecer o aparecimento de celulite sobre as áreas comprimidas. Os saltos altos, além de provocar disfunções nos grupos musculares da panturrilha, impedem a correta compressão da planta dos pés. As posições cansativas, ou seja, manter durante muito tempo a mesma posição, também dificulta a circulação de retorno.
Alguns medicamentos favorecem a retenção hídrica: anti-depressivos, corticoides, anticoncepcionais. O uso concomitante de café, tabaco e anticoncepcional aumenta em grande medida a predisposição para a celulite, por alterações da microcirculação.
Stress: a forma de vida agressiva e competitiva, com suas conseqüências psicológicas e neuro-hormonais é outro fator da etiologia da celulite.
Fatores hormonais e endócrinos: A disposição gordurosa e o tônus muscular são diferentes no homem e na mulher. Com isto, se torna claro que etapas da vida feminina como a puberdade, menstruações, gravidez, pós-parto, menopausa ou uso de anticoncepcional, favorece uma maior incidência no desenvolvimento e agravação da celulite.
Fatores neurovegetativos ou nervosos: Alguns fatores qualificam a celulite como enfermidade psicomática e consideram que, além dos fatores e disfunções hormonais locais, existe uma clara relação entre a instauração e desenvolvimento da celulite com fatores psicológicos e neurovegetativos.
Fatores genéticos: Existe uma predisposição genética para a celulite, não é raro encontrar famílias inteiras com morfologia de quadris largos e peles celuliticas. Isto estaria relacionado com favorecimento genético que regularia a produção de hormônios sexuais e sua atividade sobre os tecidos.
Mais freqüentes localizações habituais: culote, parte interna do joelho, glúteos, quadris, abdômen, braços, tronco.

Para se pensar:
o açúcar é a causa número do envelhecimento, gordura localizada e celulite.

Sáude e beleza devem andar juntas!

Zuleide Felisberto.

5 comentários:

Fabiano Mayrink disse...

Oi Zuleide, tenho tres habitos horriveis, nao faço exercicio fisico, tenho que começar logo!!

mais se eu caminho durante a semana ou ando de bicicleta uns 40 minutos algumas vezes por semana eu emagreço,

eu nao mastigo eu engulo...

enfim, boas dicas e toques! nossa eu fiquei surpreso pq o oleo de milho é prejudicial

Zuleide Felisberto disse...

Nem eu sabia do oleo de milho e girassol, achei que era bom!! mas semente de girassol é bom, pq oleo não? sei lá viu...hahaha...

Patrícia disse...

Zuleide.... tenho que ler este post todos os dias...informação importantíssima..kkkk
Metabolismo lento é terrível..
adorei tudinho
bjs
Paty

Anita disse...

Qta informação importante, Zu. Adorei a matéria, o pior é que quanto mais informações nessa área do metabolismo eu ganho, mais vejo quantos hábitos preciso mudar e implantar... bjs.

Zuleide Felisberto disse...

verdade Meninas..a gente ouve uma coisa ali outra lá mas na verdade muita coisa a gente não processa e esquece e com saude sempre é bom ficar atenta!